Bebês e babás

Agora há pouco estava eu na tão merecida pausa do dia, esperando a Soso tirar um cochilinho e resolvi ver TV (óbvio que nem nem sei mais o que é isso, meu repertório se resume a Discovery Kids e Futebol, quando o marido está em casa). Passando pela novela na Globo, parei numa cena hilária que me fez parar e pensar! A atriz, mãe, estava discutindo com a babá que queria ter o final de semana de folga. A mãe estava falando para a funcionária se virar, pois tinha mimado tanto o “menino”(filho dela própria em questão) que ele não queria mais ninguém, só a tal babá. Quando a mãe saiu e largou a babá com a criança que assistia tudo assustado, foi explicar a situação ao marido, que simplesmente retrucou: “Ué, mas o projeto de ter um filho era seu!”. Ela então respondeu: “Lógico, sempre quis ser mãe, sempre foi meu sonho, mas ficar carregando um menino para cima e para baixo no final de semana é demais!O que custa a babá ficar mais dois dias, já que fica a semana inteira!”. Será que a realidade imita a arte ou a arte imita a realidade?
Independentemente da ordem, o que mais me assusta é a falta de dom para se criar um filho e mesmo assim a necessidade de tê-lo! Nem todo mundo quer ou está preparado para ter um filho, até aí tudo bem! O problema é quando o “ser” acha legal ter um filho, mas não tem a mínima vontade de criá-lo. Desculpa, se quer, aceite o pacote completo. Não existe meio filho, nem mesmo meios pais! Todos gostamos da nossa independência! Um filho nos prende sim!
E eu não consigo ver nada mais precioso do que um serzinho desses… então, você que é mãe, aprenda a dar valor para essa dádiva!
O mínimo que você tem a fazer é dar o máximo de si e agradecer todos os dias pelos Deuses terem te dado essa oportunidade e mesmo assim você irá cometer milhões de erros, que não serão nada se você for capaz de dar AMOR! Amor inclui dedicação, tempo, atenção, carinho, bronca, enfim! Aceite o pacote completo! Porque avôs e babás estão longe de suprir o papel de mãe e pai!

One thought on “Bebês e babás

  1. Camila, concordo plenamente com suas palavras! ser mãe e dadiva de Deus, e por sermos agraciadas por essa dadiva temos que nos dedicar 100% a estes pequenos que nao pediram para nascer… Sou muito feliz em ser mãe!!! E sempre digo, que filho e um trabalho que nao e trabalho!!! Amo muito!!! E a Soso tem muita sorte de ter uma mãe tão dedicada, carinhosa, presente na vida dela!!! Deus abençoe vcs!!! Bj grande

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>