Crianças e convulsões

Bom, esse é um capítulo a parte do dia-a-dia das crianças! Se acontece com você, só tenho uma coisa a dizer, a melhor coisa que você tem a fazer é ficar calma! (Ah tá! De repente vem essa louca me dizer para ficar calma diante de algo tão assustador, quem já viu sabe do que estou falando). Aparentemente do nada seu baby fica meio desacordado, meio inconsciente, coisa estranha, parece que desmaiou de olhos abertos, etc etc….
Minha experiência me ensinou que a melhor coisa a fazer é virar o bebê de lado, para que não aspire a saliva, pois é, em algumas convulsões é normal a criança parar de respirar por um tempo, ai se aspira tudo fica mais complicado, o que era uma simples convulsão pode virar pneumonia ou crises respiratórias. Enquanto faz isso espere atentamente as reações de seu filho que aos poucos voltará ao normal como se nada tivesse acontecido (depois será importante você detalhar a crise para o neurologista). Pode ser mais forte, mais fraca, mas sempre após uma crise acompanha-se um grande sono. Afinal, convulsão é uma descarga elétrica muito grande no cérebro, o que gasta muita energia, daí vem o sono reparador após a crise.
Os motivos são inúmeros: febre alta, más formações neurológicas ou estruturais, etc etc… não sou expert no assunto (ainda bem!), minha experiência com a Soso é se resume a crises quando se tem febre…. com certeza um neurologista será o melhor a te ajudar e tirar suas dúvidas!
Abaixo, algumas dicas que fui aprendendo:
Convulsões por febre: no primeiro sinal de febre, dê anti-térmico, controlando sempre para que a febre não suba muito. Aí é importante controlar a quantidade de roupas e cobertas, eu uso sempre banho morno e compressas (na ayurveda, medicina indiana, indica-se fazer compressas no ventre e nas têmporas). Saiba que dente nascendo normalmente dá febre, então prepare-se para algumas crises até os dois anos de idade, quando a maioria dos dentes nascem.
Procure um neurologista de confiança para lhe informar o que é preciso fazer, mas sempre tenha em mente de oferecer o mínimos de alopatia para seu filho, algumas vezes os remédios tarja preta não são necessários.
Boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>