Lidar com a decepção

Pois é, um dos capítulos mais importantes da vida pode ser esse: lidar com a decepção. Vish! É muito difícil, coisa chata! Quando crianças, nossos pais tentam nos ensinar que não podemos fazer tudo que queremos, respeitar o limite dos outros, etc e até que tentam, mas se você quer saber algo, acho mesmo que só aprendemos a lidar com a decepção quando temos filhos.
Já na barriga, o pobrezinho sente a pressão e os planos que os pais fazem inocentemente para essa vida que está só começando. Será magra, alta, loira, terá uma linda carreira, uma linda família, tudo muito lindo!
E ai? Conforme essa criança vai crescendo percebe que nem tudo que os pais dizem serve para ele, cada um, cedo ou tarde, acaba seguindo seu caminho. E quando você menos espera, percebe que a decepção de planos não atingidos faz parte da vida. Afinal, podemos dar uma sugestão ao outro, mas nunca obrigá-lo a seguir o caminhos que desejamos. Expectativa muito alta gera uma decepção maior ainda!
Quando se tem um filho diferente, aprendemos essa lição já na maternidade. Sempre escutamos que é impossível saber onde nossa filha irá chegar, mas é unânime que ela atingirá um grau de independência e maturidade necessário para cumprir a estadia dela aqui na terra.
Metas? Temos muitas e trabalhamos diariamente nelas, mas não se pode julgar o sucesso pelas conquistas diárias… sabemos por experiência própria que todo trabalho com uma criança com dificuldades é uma coisa de formiguinha, um pouquinho todos os dias e, quando parece que nada evolui, de repente, a criança dá um salto lindo!!! Não podemos nos deixar levar por essa aparente decepção do dia-a-dia, será que deu para entender?
Temos muitas expectativas, mas procuramos não nos limitar a prazos, porque isso não depende de nós, nem mesmo da Soso que sabemos é muito determinada, depende do que se tem que ser vivido nessa vida. Ao invés de ficarmos preocupados com quando o destino chegará, nos focamos no caminho percorrido…
A sabedoria nasce quando percebemos que existem muitas coisas que não estão ao nosso alcance e o melhor que temos a fazer é “Let it be”. Não tente mudar o percurso! Trabalhe duro, tenha metas, mas aceite que nem tudo depende de você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>