Seu filho é normal?

Esse negócio de ter uma filha diferente é engraçado… às vezes percebemos que o problema não está nas nossas crianças e sim os outros! Ahh que dificuldade! Não to dizendo outras crianças não, os adultos mesmo! Coitadinhos!!! Uma vez numa loja, uma moça me perguntou o que a Soso tinha e eu respondi na maior naturalidade: “Nada!”. Nunca tinha escutado uma pergunta dessas e na hora pensei: minha filha é saudável, brinca, faz charme e birra, igual a qualquer outra. A mulher fez uma cara estranha e falou: “Nada?” (tipo assim, você tem certeza que é nada?). Poxa que problema há? Minha filha nasceu assim e para mim isso é a coisa mais normal do mundo… quando um estranho pergunta o que ela tem, parece que quer saber se ela está resfriada, com fome, etc… coisas passageiras. E naquele momento ela não tinha nada… mas depois daquele dia percebi que o “normal” para mim é muito diferente do “normal” do outro… então hoje se me perguntam o que ela tem, digo da maneira mais simples: “atraso no desenvolvimento”, satisfaço a curiosidade alheia e a pessoa não fica me achando louca!
Essas crianças diferentes despertam muitos sentimentos nos adultos…. felizmente o mais comum é excesso de carinho, muitos chegam perto dela oferecendo amor e atenção. Quando chega alguém com piedade, aí sim, é um horror! Coitadinha… ai meu Deus!!! O cidadão não tem noção ao pensar isso: a Sofia é a criança mais mimada nesse mundo, tem toda a atenção dos pais, sempre foi muito amada, tem toda a saúde do mundo, algumas limitações sim, mas ela sempre foi assim e para ela o mundo é do jeito que ela sempre foi. Coitadinho do outro que tenta colocar minha filha no padrão da “normalidade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>