Uma mãe SUPER yogini!

Conheci a Thaty num curso de yoga, fofa e delicada! Aí como minha vida deu uma reviravolta, afastei um pouco dos cursos de yoga, morei fora e perdemos o contato, agora um mês atrás soube que ela estava casada e com um baby lindo e mais que isso, estava dando a volta ao mundo com a família desde que o pequeno tinha 4 meses… lindo né? Ela é super jovem, mas tem muita coisa pra nos ensinar… eu que sempre amei viajar, tive que plantar raiz um pouco em São Paulo pelas complicações que a Sofia teve, mas a Thaty, pelo contrário, criou asas com o nascimento de seu filhote!!! Posto aqui o que ela escreveu relatando o estágio em que estão da viagem… fica a dica!

O original está no blog: Cria na Estrada (clique aqui)

Cria na Estrada (parte II)

“Parte II” porque é a segunda vez que a nossa amiga Thais Andrade tá contribuindo aqui no Cria. A primeira foi no início da longa viagem que ela e o marido estão fazendo com o filhote-bebê-mais-feliz-do-mundo Rudrá (hoje completando dez meses!). 

A Thati, como é carinhosamente chamada pelos amigos, nesse meio tempo lançou um blog muito legal de coisas-essenciais-e-auto-conhecer. Visita aqui!


Neelakantha – Rishikesh/ India (7 meses)



“Era uma vez uma mãe, um pai e um bebê de 4 meses, que mesmo taxados de loucos, resolveram viajar pelo mundo para intensificar tanto a experiência de vida profissional quanto e principalmente a experiência de vida pessoal, em família, se auto-descobrindo em seus novos papéis e criando sua cria sem “palpites e pitacos” não solicitados. Há alguns meses, escrevi aqui como tudo começou; mas como toda história tem um começo, um meio e um fim, e nós estamos no meio dela, aproveito para compartilhar mais algumas coisinhas… 
A MELHOR COISA DO MUNDO É VIAJAR COM BEBÊ!!! 
A experiência que estamos tendo é que ao invés de dificultar, tudo fica mais fácil… Qualquer coração se amolece ao ver uma criaturinha tão fofa quanto um bebê, as pessoas puxam papo e nos favorecem sem nem se quer termos pedido! O mundo te olha com outros olhos quando se está em família, bem diferente do olhar direcionado a um mochileiro, por exemplo. 
Uma dica interessante durante viagens de avião: A primeira fileira, que é a mais espaçosa, é preferencial para mães com bebês, idosos, etc., mas está SEMPRE ocupada por pessoas sem preferência. Então, o máximo que irão fazer por vocês é colocar a mãe sozinha com seu filho no colo enquanto seu marido fica em outra cadeira distante. O que vocês devem fazer é não aceitar e pedir que eles lhes dêem ou bloqueiem um terceiro assento. Isso acontece e é bem mais prático, pois assim é possível colocar o bebê-conforto neste terceiro assento e acomodar sua cria quando ela dormir. Desta forma, nós pais podemos também dar uma cochiladinha (que é coisa rara nestes tempos…rsrs) e não precisamos pagar um absurdo para ter direito a um berço – que inclusive já deveria estar incluso na taxa que é paga na passagem do bebê!
Para famílias que também são práticas e não gostam de carregar muita tralha: 
1- Não é preciso levar berço. O que temos feito é uma caminha improvisada que fica entre nós: usamos um casaco grande e o próprio cobertor dele dobrado como base; e embaixo deles colocamos rolinhos de camisetas na cabeça e nas laterais para levantar as bordas, ou seja, usamos nossas próprias roupas para acomodá-lo. 
2- Para ele brincar no chão usamos nossos mats de yoga. 
3- Os brinquedos criamos com o que temos disponível, como: frascos de remédios, pacotes de bolacha, garrafas de água… Coisas com formatos diferentes, que fazem barulho e que tenham bastante colorido. Nosso pequeno a-do-ra… Nessa fase, tudo é brinquedo! 
4- Se você amamenta e está começando a introduzir os alimentos: mamadeira não é preciso e inclusive nem indicada, além de ser acompanhada de “um monte de tralha”, ela libera uma substância chamada bisfenol que é altamente tóxica, e assim como a chupeta prejudica na dentição e arcada dentária. O indicado, quando se quer dar sucos de frutas ou água, é usar um copinho pequeno. 
O indispensável para se levar: 
1-Máquina fotográfica para filmar e registrar os momentos singulares que passam rápido como um flash; 
2-Sling, para deixar a cria bem pertinho e segura; 
3- Bebê-conforto para acomodá-la em locais como avião, carro, entre outros meios de transporte que por ventura podem vir a ser utilizados (inclusive nos carrinhos dos aeroportos, rsrs); 
4- Muita energia, amor e doação! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>